Musicalização

BENEFÍCIOS PARA O CÉREBRO

Publicado por CAEM em 11/02/2016 às 01h48

APRENDER A TOCAR UM INSTRUMENTO

Os machistas de carteirinha dizem que tocar um instrumento é muito bacana, ajuda a  “ pegar” a mulherada”.Confesso que palco exerce uma certa magia em nós mulheres, tive um professor de piano que era o homem mais feio e mal humorado que já vi na vida, porém quando se apresentava se transformava em outra pessoa, ali eu entendi o verdadeiro sentido do sapo virar príncipe, ele tinha várias namoradas, mas acreditem meninas, é muito mais do que isto.

Não importa o tipo, o fato é que não há quem não goste de ouvir uma música, em casa, no carro, durante uma caminhada ou realizando tarefas simples do dia a dia.

Tocar instrumentos musicais tem um feito terapêutico no cérebro. 

É comprovado que saber tocar um instrumento musical trás muitos benefícios para o ser humano.  Poucos sabem é que a musica, além de promover relaxamento e fazer bem para a alma, atua no tratamento de determinadas doenças e ajuda a manter o cérebro mais ativo.

 Aprender musica a partir de uma tenra idade, desenvolve na criança habilidades de leitura, capacidade de aprender, e pode até  aumentar seu QI .Mas ai você questiona ,

 “ Já sou adulta, não posso mais aprender musica? Claro que pode!

Adultos também têm muitos benefícios, pois ele desenvolve uma capacidade maior de concentração, melhorando também sua memória.

É um aprendizado constante, é necessário tempo e esforço, ou seja, paciência e perseverança.

Melhora e muito sua coordenação!   A arte de tocar um instrumento exige muita coordenação olhos,mãos,dedos,pulsos,movimentos e braços. Ao ler as notas musicais em uma página, o seu cérebro, subconscientemente deve converter essas notas em padrões motores específicos, dispondo também de respiração e ritmo. Ler música requer notas, contagem, compasso e ritmo, o que pode ajudar suas habilidades matemáticas. Além disso, a teoria de aprendizagem musical inclui muitos aspectos matemáticos.

 A reprodução de uma música por si só requer que você se concentre em várias coisas ao mesmo tempo, como ritmo, altura, tom, melodia, duração da nota e qualidade de som. Isto para nós mulheres é fácil, pois há muito temos que cuidar da casa, filhos, marido, trabalho, sogra, cachorro etc....

 Quem tem ou teve a maravilhosa experiência de tocar em um grupo/banda sabe que envolve concentração, ainda mais porque você não apenas deve ouvir a si mesmo, mas você tem que ouvir todos os outros instrumentos, e se esforçar para manter a harmonia.

A música promove a sua auto-expressão e alivia o stress. É o seu instrumento, assim você pode tocar o que quiser nele! Quanto mais praticar melhor poderá tocar. E a música, tocada por você mesmo, é uma forma de expressar sua emoção. Isto tem provado aliviar o stress e pode ser uma excelente forma de tratamento. Aliás, a musicoterapia tem sido útil no tratamento de crianças e adolescentes com autismo, depressão e outros distúrbios.

Os benefícios são infindáveis!

Quando atingimos nossos objetivos é tão gratificante. Superar desafios, realizar o que você nunca pensou que conseguiria  da um sentimento de orgulho muito grande, sem falar o bem que faz as pessoas ao seu redor. Quanto mais você pratica, melhor executa.

A musica tem linguagem universal, não existe fronteiras. Tocar um instrumento pode ser uma ótima maneira de ampliar suas habilidades sociais. Ela aproxima as pessoas, une.

 “A música produz um tipo de prazer que a natureza humana não pode prescindir”. Confúcio, filósofo chinês

Enfim, tocar um instrumento musical é bom demais!!!!

 

Fonte: CAEM 2016

Categoria: adulto, infantil, juvenil, Musicalização
Comentários (1) e Compartilhar

O Talento para a Música e a Influência dos Pais

Publicado em 02/06/2015 às 01h09

Todos nós sabemos que “ter” um talento não nos garante nada: se esse talento não for aprimorado, e se não buscarmos constantemente uma evolução, dificilmente nos destacaremos.

Com a música não é diferente.

Uma aptidão natural para essa arte não significa que um indivíduo será necessariamente melhor que outro, por exemplo, ao compor uma peça ou dominar um instrumento. Porém, podemos dizer que o talento é uma vantagem, ou seja, pode acelerar o aprendizado e a evolução do músico.

Mas quem são os maiores responsáveis por “cultivar” esse talento nos primeiros anos de vida de uma criança?

Sim, os pais.

Eles têm um papel essencial, tanto na identificação do talento, quanto no seu aprimoramento.
Uma criança que possui talento para a música geralmente demonstra alguns sinais:

  • Identifica melodias com maior rapidez
  • Tem mais facilidade para reproduzir ritmos e melodias
  • Canta com mais frequência
  • Gosta de instrumentos musicais
  • Possui sensibilidade auditiva aos sons naturais (ex: animais, chuva, mar)

Ao identificarem esses sinais, é importante que os pais procurem um profissional de educação musical para ajudá-los a fornecer condições favoráveis ao desenvolvimento da criança. Uma formação musical consistente, bem como um ambiente propício aos estudos, podem conferir competências musicais incríveis.

Alguns fatores e atitudes podem influenciar diretamente o aprimoramento do talento musical:

  • Apoio da família
  • Motivação externa
  • Bons professores
  • Recursos de qualidade (instrumentos, materiais didáticos)
  • Disciplina

Encontrou um talento musical dentro de casa? Mãos à obra!

                                                                                              CAEM  2015

Categoria: Musicalização
Comentários (0) e Compartilhar

||||||news login c05|c05|c05|news login c05|c05|c05|content-inner||